papagaio verdadeiro papagaio casal de papagaio ovo de papagaio verdadeiro filhotes de papagaio verdadeiro papagaio canhoto ajuru-ete

Papagaio verdadeiro

Ordem: PSITACIFORME
Familia: Psittacinae
Gênero: Amazonas
Espécie: Amazonas aestiva
Nome comum: Papagaio verdadeiro, louro, carau, ajuru etê, papagaio, grego, trombeteiro

Entre os psitacidae ele é o melhor falador (remendo condicionado). No século XVII Mauricio de Nassau, contratou um interprete para decifrar o que um papagaio-verdadeiro falava em tupi. Ser falador é o fato que o torna o psitacideo mais procurado para a estimação. Existe o relato de um papagaio-verdadeiro falador, que na ausência de alguém que falasse com ele, deixou de falar. A maioria é canhota usando o pé esquerdo para levar o alimento até a boca e o pé direito é usado para se fixar firmemente em poleiros. Ótima visão favorecida por duas fóveas na retina. Dos dedos para frente e dois para traz (zigodáctilo) Sua plumagem elimina um pó e aroma de mel, mais forte no período reprodutivo. Vivem na mata, palmais ou beira de rio. Eles adoram tomar banhos de chuva. Gostam mais de sementes do que das frutas. Tornam-se reprodutivos entre o terceiro e quarto ano de vida. Botam até 4 ovos. Os filhotes saem do ninho com 2 meses. Formam casais eternos e voam tão próximos que até parecem uma ave com quatro asas. Sua maior tática para fugir de predadores é se tornar imóvel. Quando irritados abre e fecham rapidamente as pupilas. Variam de coloração até atingir a maturidade. Em 1920 foram negociados 3000 a 6000 papagaios que na sua maioria eram papagaio-verdadeiro. Em 1980 a Alemanhã importou 7438 papagaios-verdadeiros.

© 2006-2010 . criarparaconservar.com.br . Desenvolvimento conteúdo: Eduardo do Nascimento . Desenvolvimento do site: Thays Faccin Borazanian